Cinco Votos para Obter Poder Espiritual.

Primeiro - Trate Seriamente com o Pecado. Segundo - Não Seja Dono de Coisa Alguma. Terceiro - Nunca se Defenda. Quarto - Nunca Passe Adiante Algo que Prejudique Alguém. Quinto - Nunca Aceite Qualquer Glória. A.W. Tozer

terça-feira, 19 de maio de 2015

Você é pó



Cristãos vestem bem máscaras, não é? Cada um de nós aparece nos Domingos de manhã como se estivesse muito bem, como se nossas vidas estivessem inteiramente sob controle, como se essa tivesse sido nossa melhor semana. Mas faça algumas perguntas e vá apenas um pouco além da superfície e tudo desmorona. Cada um de nós vai à igreja sentido o peso e dificuldade dessa vida. Há algo que Deus quer que façamos nessa situação. Há algo que ele nos chama a fazer – algo incrivelmente surpreendente e desconfortável. Acompanhe-me por alguns minutos e eu mostrarei o que é.


A realidade: você é pó


Uma das minhas passagens favoritas da Bíblia é o Salmo 103. Oro e me foco constantemente nessas palavras: “Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó”. Essas palavras nos dizem que mesmo enquanto oramos ao Deus todo-poderoso e onisciente, nós o fazemos enquanto criaturas que foram formadas do pó da terra. Se aprendemos alguma coisa das nossas origens do pó, aprendemos que Deus não pretendia nos fazer super-humanos e que ele não nos quis Quase-Deuses. Ele nos fez pó, não divinos, e essa foi a sua boa vontade. Ele nos fez fracos.


A dificuldade: você está sobrecarregado


Enquanto isso, a Bíblia nos diz que a vida é cheia de percalços e tribulações. A experiência deixa isso claro. Esse mundo é tão pecaminoso, nós somos tão pecadores e as pessoas ao nosso redor são tão pecadoras que as provações são inevitáveis. Cada um de nós possui cargas que precisa carregar. As vezes nós mesmos criamos nossos fardos, às vezes eles vem pela doença, às vezes através de outras formas de sofrimento. Mas seja qual for o caso, nós humanos empoeirados encaramos inevitavelmente fardos que nos parecem extremamente pesados. Jesus fala sobre a realidade da vida nesse mundo quando diz “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (João 16.33). Nós somos fracos e estamos sobrecarregados.


A promessa: ajuda


Deus sabe que somos fracos. Deus sabe cada dificuldade por que passamos e ele faz a promessa segura de que pode e irá nos sustentar em cada uma delas. No Salmo 55.22, ele diz “Confia os teus cuidados ao SENHOR, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado”. Em tempos de tentação pelo pecado, ele promete “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar”. (1 Coríntios 10.13). Há muitas outras promessas para as quais podemos nos voltar, mas o tema será sempre o mesmo: Deus conhece nossas fraquezas e promete que as enfrentará com a sua força. Somos fracos e estamos sobrecarregados, mas Deus nos promete ajuda.

A tentação: autoconfiança

Nós, humanos empoeirados e pecadores, encaramos uma difícil tentação: a autoconfiança. Apesar da nossa fraqueza e do nosso histórico de pecado, nos vemos constantemente tentados a olhar para nós mesmos em busca de ajuda. Ouça o que John Piper diz: “Orgulho, auto-exaltação ou autoconfiança é o vírus que causa todas as doenças morais desse mundo. Isso tem acontecido desde que Adão e Eva comeram da árvore do conhecimento do bem e do mal porque queriam ser Deus ao invés de confiar em Deus. E isso se repetirá até que o orgulho humano seja esmagado na batalha do Armagedom. Há apenas uma questão moral básica: como sobrepor o desejo do coração humano de se colocar contra a autoridade e a graça de Deus”. Podemos ver a autoconfiança se manifestando nas nossas vidas pelo menos de duas maneiras: quando não trazemos nossos fardos a Deus em oração e quando não os levamos a outros cristãos. Em ambos os casos, gostamos de nos convencer de que podemos carregar o peso por nós mesmos, de que somos fortes o suficiente para carregá-los.


A solução: comunidade

Quando estamos prontos para deixar nossa autossuficiência, percebemos que Deus nos oferece uma maravilhosa solução. Ele oferece uma forma de sermos aliviados dos fardos que carregamos. Com frequência, a forma como Deus cumpre as suas promessas e responde as nossas orações é através de outros cristãos ali mesmo em nossa igreja local. Deus espera que contemos nossos fardos uns aos outros e que respondamos a eles juntos, em comunidade. É por isso que Paulo disse à igreja da Galácia: “Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo”. (Gálatas 6.2). As comunidades das nossas igrejas precisam ser marcadas pela humildade, conforme cada um de nós admite que não pode enfrentar a vida por si mesmo. Elas precisam ser marcadas pela vulnerabilidade, conforme nos abrimos aos outros e procuramos conselho e ajuda; precisam ser marcadas pela conscientização, conforme buscamos as pessoas ao nosso redor, perguntando como podemos auxiliá-las nos percalços da vida. A solução de Deus está sempre fora de nós mesmos.


A vocação: carregamento de fardos


Tudo isso nos leva à vocação maravilhosa de suportar os fardos. Piper diz: “Aqui está uma vocação que te fará mais satisfeito do que se tornar dez vezes um milionário: desenvolva a habilidade extraordinária de detectar os fardos dos outros e devote-se diariamente a torná-los mais leves”. Faça-os mais leves através da oração, faça-os mais leves ao aplicar e trazer a Palavra do Senhor com habilidade, faça-os mais leves pelo conforto da sua presença. Em todo caso, faça do seu chamado sagrado o procurar e partilhar os fardos de seus irmãos e irmãs. Não há chamado maior do que esse. Mas há mais: você também deve a si mesmo e à comunidade da sua igreja o partilhar de fardos, para que você se humilhe ao pedir a ajuda deles.

Traduzido por Kimberly Anastacio | Reforma21.org | Original aqui

 Fonte: Reforma 21 

                            

Redes Sociais

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...