Cinco Votos para Obter Poder Espiritual.

Primeiro - Trate Seriamente com o Pecado. Segundo - Não Seja Dono de Coisa Alguma. Terceiro - Nunca se Defenda. Quarto - Nunca Passe Adiante Algo que Prejudique Alguém. Quinto - Nunca Aceite Qualquer Glória. A.W. Tozer

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

“Vosso Pai celeste.” (Mateus 6.26)











Sem dúvida alguma, o povo de Deus é duas vezes filho de Deus: são a descendência de Deus por criação e filhos dele por adoção, em Cristo, Por isso, desfrutam do privilégio de chama-Lo “Pai nosso, que estás nos céus” (Mateus 6.9).
Pai… Que palavra preciosa! Ela expressa autoridade. “Se eu sou pai, onde está a minha honra?” (Malaquias 1.6). E se vocês são filhos, onde está sua obediência? Nesta palavra, encontramos afeição mesclada com autoridade – uma autoridade que não provoca rebeldia; uma obediência exigida que Lhe deve ser prestada com muita alegria. 
A obediência que os filhos de Deus manifestam tem de ser uma obediência de amor. Não realize a obra de Deus como os escravos fazem o trabalho de seu senhor; siga o caminho dos mandamentos de seu Senhor porque é o caminho de seu Pai. Ofereçam seus corpos como instrumentos de santidade (ver Romanos 6.13), porque esta é a vontade de seu Pai. A vontade dele tem de ser a vontade de seus filhos.
Pai… este é um atributo majestoso tão coberto de amor que a coroa é esquecida, devido à visão do rosto do Rei. O seu cetro não mais é uma barra de ferro, mas um cetro de prata de misericórdia; este também é esquecido por conta da terna mão que o empunha. Pai! Esta palavra expressa honra e amor. Quão grande é o amor de um pai por seus filhos. 

Aquilo que a amizade não consegue e que a simples benevolência não alcança, isso mesmo o coração e a mão de um pai realizará por seus filhos. Os filhos são a descendência do pai, que tem de abençoá-los. Eles são filhos aos quais ele se mostrará forte em defendê-los. Se um pai terreno cuida de seus filhos, com incessante amor e atenção, quanto melhor o faz nosso Pai celestial. 

“Aba, Pai!” Aquele que pode proferir estas palavras entoa uma música que nem mesmo os querubins e serafins são capazes de entoar. Existe um céu na profundidade desta palavra – Pai! Nela se encontram tudo que eu pedir, tudo que minhas necessidades demandam, tudo que possa desejar. 

Tudo eu tenho agora e o terei por toda eternidade quando posso dizer: “Pai”.

Charles H. Spurgeon

Via: Voltemos ao Evangelho 

Redes Sociais

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...