Cinco Votos para Obter Poder Espiritual.

Primeiro - Trate Seriamente com o Pecado. Segundo - Não Seja Dono de Coisa Alguma. Terceiro - Nunca se Defenda. Quarto - Nunca Passe Adiante Algo que Prejudique Alguém. Quinto - Nunca Aceite Qualquer Glória. A.W. Tozer

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A Estrela do Natal e o Natal da Estrela.



Wilma Rejane


"E, tendo nascido Jesus em Belém de Judeia, no tempo do rei Herodes, eis que uns magos vieram do oriente a Jerusalém, dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo." Mateus 2:1-2

A fenômeno conhecido como estrela de Belém permanece enigmático através dos tempos. E a cada fim de ano ele ressurge, presente no topo de árvores enfeitadas, nas ilustrações natalinas e no imaginário humano. E apesar das inúmeras teorias que desmentem o acontecido e ou tentam mistificá-lo, o certo é que a Bíblia narra o aparecimento da estrela relacionando-o ao nascimento de Jesus Cristo, o Messias prometido.

Os magos que acamparam em observação da estrela são chamados de astrólogos e podem ser comparados aos estudiosos que assessoravam cortes e governos, semelhantes ao profeta Daniel, sempre solicitado para desvendar enigmas. Essa pratica não deve ser entendida como superstição, magia ou coisa parecida. Os magos, de fato, conheciam as Escrituras e acompanhavam os sinais para a tão aguardada restauração de Israel.

Os Evangelhos dizem que eles viram a estrela e reconheceram ser um sinal Divino. O episódio motiva muitas indagações, entre as quais: “ Como eles souberam que a estrela anunciava o Messias, o que tinha de especial naquela estrela?”. Em leitura mais acurada, podemos concluir que a estrela não apareceu apenas no dia do nascimento de Jesus, ela pairou no céu por dias, chamando à atenção dos magos:

" Então Herodes, chamando secretamente os magos, inquiriu exatamente deles acerca do tempo em que a estrela lhes aparecera”. Mateus 2:7



Os magos viajaram até Herodes e depois até Belém e a estrela no céu: “ E, tendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela, que tinham visto no oriente, ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino." Mateus 2:9

Podemos perguntar ainda, por que a estrela não os guiou direto para Belém sem que precisassem parar para falar com Herodes, perguntar-lhe sobre o lugar exato do nascimento de Jesus? Isso indica que eles sabiam sobre o tempo do nascimento, mas não estavam convictos sobre o local. A ida ao palácio de Herodes fez com que o anuncio do nascimento se tornasse comentado em toda região. Pode se dizer que a providência Divina conduziu todos os detalhes do nascimento do Filho de Deus.

Profeta Isaías, 700 anos desse acontecimento, previu a visita dos magos ao menino Jesus e o resplendor do ministério messiânico:

“Então o verás, e serás iluminado, e o teu coração estremecerá e se alargará; porque a abundância do mar se tornará a ti, e as riquezas dos gentios virão a ti. A multidão de camelos te cobrirá, os dromedários de Midiã e Efá; todos virão de Sabá; ouro e incenso trarão, e publicarão os louvores do Senhor.” Isaías 60: 5-6

E enquanto os magos se dirigiam para Belém, pastores que estavam nos campos, também receberam o anúncio do nascimento de Jesus. Foram cercados de resplendor e anjos apontaram o caminho da manjedoura, naTorre do Rebanho, onde eram selecionados os melhores cordeiros para os sacrifícios. Eis que lhes nascia O Cordeiro definitivo para o sacrifício último.


“ E a ti, ó torre do rebanho, fortaleza da filha de Sião, a ti virá; sim, a ti virá o primeiro domínio, o reino da filha de Jerusalém. ” Miqueias 4:8.

“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” Miqueias 5:2


É incrível como Deus planejou perfeitamente toda história da Redenção humana e vai nos dando pistas de que há um Criador e fomos criados com o propósito de vivermos eternamente, mas não de qualquer modo, Ele reservou um lugar e um tempo especial para morada de todos os que o recebem como Pai. Jesus É A Vida de Deus em nós e o Natal é a expressão do amor de um Deus perfeito por homens imperfeitos.

Deus nos falou sobre a estrela de Belém muitos séculos antes de ela aparecer naqueles dias festivos na Palestina.

"Fala aquele que ouviu as palavras de Deus, e o que sabe a ciência do Altíssimo; o que viu a visão do Todo-Poderoso, que cai, e se lhe abrem os olhos. Vê-lo-ei, mas não agora, contemplá-lo-ei, mas não de perto; uma estrela procederá de Jacó e um cetro subirá de Israel, que ferirá os termos dos moabitas, e destruirá todos os filhos de Sete." Números 24:16-17

O Natal da Estrela

Podemos dizer que a estrela não importa, o mais importante de tudo, é que Jesus nasceu, viveu, morreu e ressuscitou para salvação de todo o que crê. É verdade, mas se não fosse para observarmos a estrela de Belém e aprendermos de Deus, para que então colocá-la no cenário do nascimento de Jesus?

Imaginemos os magos olhando para o céu e desprezando os sinais!? Eles não teriam encontrado Jesus!

Então, essas coisas foram escritas para nossa edificação. É possível que muitas pessoas daquela época, não tenham se dado conta da chegada do Messias e algumas até O viram e ouviram pessoalmente e ainda assim O perderam de vista. É possível que muitas pessoas sequer tenham percebido a estrela da anunciação apesar do destaque por ser  maior,  mais brilhante e mais próxima da terra. Muitos estavam ocupados demais para contemplar o céu e examinar as profecias.

O natal que se comemora em Dezembro, em várias partes do mundo, é cheio de luzes e festas, porque o mundo não seguiu (ou segue) a direção da Estrela de Belém. Não se observa os sinais, as profecias e vão em direção totalmente oposta da que poderia lhes levar ao encontro de suas vidas: Jesus.

Você não acha maravilhoso que os magos tenham ido de encontro a Jesus levando-Lhe presentes? E presentes proféticos: ouro, incenso e mirra. Jesus estava sendo reconhecido como Messias, Salvador e Sacerdote: o que purifica, intercede, cura e redime. O ouro é símbolo de purificação e sofrimento, pois para que se torne ouro, passa pelo fogo. O incenso, representa oração, intercessão, pois no Antigo Concerto, existia “ O altar do incenso” (Êxodo 30: 1-10).

O altar do incenso ficava situado imediatamente defronte do véu e ali o sacerdote queimava as ofertas de incenso a dizer que a oração era um meio de comunicação com Deus. Jesus, quando foi crucificado e disse está consumado ( João 19:30), estava inaugurando um novo tempo, de véu rasgado para livre acesso a Deus através de Seu Nome.


"Em Mateus 27: 50-52 se lê: “E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito. E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras; E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados." Ele é o incenso, o perfume que nos torna agradáveis a Deus, é o Único Intercessor entre Deus e os homens (I Timóteo 2:3)

O que dizer da mirra? Era usada para aliviar e curar dores e sobre isso Jesus é Mestre. Ele levou sobre Ele nossas dores e enfermidades, Ele é o bálsamo que nos dá a Paz.

Não há dúvidas de que Jesus é o Messias salvador, todos os sinais apontam para Sua pessoa e o Natal é prova disso. Os magos olharam para o céu, examinaram as Escrituras, caminharam em direção a Jesus. Eles seguiram a Estrela.

As luzes e o consumismo desenfreado que acontecem a cada dezembro, têm o objetivo de ofuscar a Verdadeira Luz. O natal dos homens busca manter os olhos de todos nas coisas terrenas, mas Deus diz para não desviarmos os olhos e os corações do céu, do Reino de Jesus. Assim como fizeram os magos e os pastores de Belém.

Natal é nascimento, uma passagem das trevas para a Luz, é o brilho que ilumina O caminho que devemos seguir, a direção para a eternidade!

Deus o abençoe.
Fonte: Bíblia de Estudos Plenitude, edição revista e corrigida, SBB, 1995.

Redes Sociais

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...